"If you always do what interests you, at least one person is pleased" Katharine Hepburn

Vaidade?! O meu Pecado favorito... Lux


segunda-feira, 11 de abril de 2011

Palavras que podiam ser minhas



Elogio à futilidade

Há uns tempos, numa entrevista a propósito do blog, perguntavam-me se eu assumia a futilidade. Claro que a pergunta não era inocente. Saiu da boca da jornalista já carregada de preconceito, como se ter um lado fútil fosse, provavelmente, a pior coisa que nos pode acontecer nesta vida, Deus-nos-livre-e-guarde. Aparentemente, só devemos ter na cabeça assuntos de alto relevo para a humanidade. E tudo o que não passe por economia, política ou filmes de Godard, então é fútil e não interessa. Pois, tenho muita pena. Tenho um lado fútil na minha vida, e se isso incomoda muita gente, é para o lado que durmo melhor e mais aconchegadinha. Eu sei que é uma tristeza de todo o tamanho gostar de sapatos e roupa bonita, de ir a spas e de me enfiar numa avião sempre que posso (haja tempo e dinheiro), quando o que eu devia era estar fechada em casa a desenvolver grandes teorias sobre a existência humana, mas que fazer? Deu-me para isto, e desconfio que não há cura que me resolva esta doença. O que verdadeiramente chateia as pessoas, tenho para mim, é que uma pessoa goste de sapatos mas também goste de ler. Que goste de vestidos mas também esteja atenta ao que se passa no mundo. Que passe a vida nas compras mas que também tenha dois dedos de testa. Toma-se a parte pelo todo porque, para muito boa gente, não é possível ter-se só um lado fútil. Não, se gosta de futilidades, então é fútil por completo e acabou-se (...)

(Ana Garcia Martins- Daqui)

E eu, assino por baixo...
xoxo
Lux

11 comentários:

M. disse...

E eu assino por debaixo de ti:)

. Sofia . disse...

Também gostei muito.
Mal li, na sexta, foi logo para o meu facebook.

Nokas disse...

É verdade...

Manuela disse...

Querida Lux, esta miúda escreve bem que se farta :)

Dina disse...

Achei essa crónica muito boa e acertada.

arteminorca disse...

Adorei o blog. É o exemplo de alguém que gostando de coisas futeis é bem inteligente. Porque não conciliar charme e inteligência? Acho muito bem! Parabéns! Já sou seguidora! Bj, Lu

arteminorca disse...

Olá! Já sou seguidora! Adorei o blog e o artigo. Este espaço é exemplo de que não é preciso ser parolo e feio para ser inteligente. Charme e inteligência, na minha opinião, conciliam-se! Parabéns, bj, Lu

Sandra R. disse...

Gostei muito, ela escreve muito bem. E, tal como tu, também assino :)
Beijocas linda**

verniz escarlate disse...

Sem dúvida...

Marta disse...

concordo plenamente com o que esta escrito.
beijinhos

teardrop disse...

Porque podemos mesmo ser assim :) Gostei muito do texto quando o li!