"If you always do what interests you, at least one person is pleased" Katharine Hepburn

Vaidade?! O meu Pecado favorito... Lux


terça-feira, 27 de novembro de 2012

Da imbecilidade dos outros...

Tumblr_me2jy4klve1rlmxg4o1_500_large

Ou das coisas que me irritam muitíssimo, neste caso as pessoas.
Graças, GRAÇAS a qualquer estidade superior na qual eu não acredito que nunca na minha vida li um único livro da Margarida Rebelo Pinto. Pelo contrário por vezes leio "partes de entrevistas" da intitulada escritora de romances em português, sendo que a última pérola com que nos brindou foi esta:
 
 
Desculpem mas tenho que perguntar: Ora alguém me explica que porra é esta?
A gaja é parva, come palha ou quê?
Quereria a intitulada escritora de romances em português dizer que teve que baixar o nível de vida assim como o comum dos portugueses?
E não, não li a entrevista toda, só o cabeçalho porque não tenho tempo nem paciência com tanta coisa boa por aí para ler e fazer, mas saltou-me também este comentário da mesma em relação às críticas ao seu trabalho:
 
 
Pois é minha cara, parece que o país começou a ler, devemos ter baixado o nível de iletrados mas levantamos, e muito, o nível de imbecilidade cultural: assim uns bons 1.3 milhões, boa?
Já agora, a senhora não é nada pretensiosa pois não?!
 
Lux

10 comentários:

susiedesonho disse...

Lux Maria, concordo totalmente. Aliás até já postei sobre o mesmo assunto.

ℒuna disse...

Eu li a entrevista... Bom, confesso que não cheguei ao fim... lol E, confesso também, que li dois livros dela. De tanto ouvir falar na senhora, nos seus romances, tive que ler para saber como era. Se me arrependo? Não. Porque para criticar é preciso conhecer, pelo menos é o que faz mais sentido para mim. Se vou ler mais? Não! Nem pensar. Chegas ao fim de um livro e pensas automaticamente: já acabou? Mas como? Não porque o livro era bom e ficaste com pena, mas porque estavas à espera de mais desenvolvimento, coisa que não há... Há pelo meio uma ou outra frase que até faz sentido, faz pensar qualquer coisita, mas é só isso. O livro como um todo é... olha, não é!
Quanto à senhora, acho que ela devia pensar mais, muito mais, antes de falar. Só assim para não sair asneira.
Mas uma coisa é certa: os livros dela vendem imenso e para ela o que conta são os números. Se os livros são bons ou maus, isso não interesa. Os números ganham. Infelizmente, porque há escritores portugueses bons que não vendem assim...

Beijinho ♥

Maria Pitufa disse...

Nada convencida... não simpatizo nada com a senhora!

Turista disse...

Minha querida Lux, e por falar em prendas de Natal, num post teu, ali em baixo (sim que a Margarida não merece o meu precioso tempo!) pergunto-te: já te inscreveste na Árvore de Natal da Blogosfera? Olha que é tão simples e ficas já com um presente de Natal para ofertares, caso não queiras ficar com ele! :)

Beijinhos grandes.

Tsuri disse...

Não vou muito à bola com ela. Já sei que tudo deriva em muito de uma espécie de vomitado mental. Mas ela não tem culpa, coitada, afinal de contas vive numa realidade bem distante da do comum mortal! :X
beijinho

Diana Teodoro disse...

Mas ainda há gente a ler os livros dela? E ainda a entrevistam? A sério? Que país bizarro o nosso. Li uma vez um livro dela que não valia nadinha. Zero! A sorte é que foi emprestado.
É mesmo triste ver que mais uma vez, o nosso povo só dá importância a quem não merece. Mas será que nunca se vai dar espaço a pessoas competentes?
beijinhos,
Diana do http://thegirlwhocouldntbeafashionista.blogspot.ie/

Betty Gaeta disse...

Oi Lux,
Não conheço esta escritora, mas com certeza faria sucesso aqui no Brasil.
:D
Beijos 1000, tenha uma 3ª-feira maravilhosa.

GOSTO DISTO!

Jane Quintela de Carvalho disse...

Oi Lux... como dia a nossa amiga Betty, faria muito sucesso aqui no Brasil, rsrsrs aqui o povo também vai com a maré!
Beijossss!!

...Ju... disse...

o que falta a uns em auto-estima, tem a senhora a potes!

Anônimo disse...

Se nunca leu esta autora, devia abster-se de fazer comentários acerca da qualidade da sua escrita. Além disso, ninguém lhe pode tirar o mérito de pôr 1 milhão de portugueses a ler!!! Os livros não têm qualidade suficiente? ok, mas é assim que se começam a criar hábitos de leitura em quem nunca leu nada! E tb acho que ter auto-estima nunca fez mal a ninguém!

Eu nunca li nada dela mas dou valor ao seu papel no panorama português da leitura.

Beijos. Rita F.